Mulher encontrada viva em túmulo ficou ao menos 10 horas presa, diz polícia de MG

81

A mulher de 36 anos encontrada presa dentro de um túmulo no cemitério municipal da cidade de Visconde de Rio Branco (MG) passou ao menos 10 horas presa dentra da sepultura, segundo as autoridades. Na manhã desta terça-feira, coveiros que trabalham no local chamaram a Polícia Militar após encontrarem um sepulcro fechado com tijolo, cimento fresco e sinais de sangue, e ouvirem uma voz vinda da gaveta funerária.

A ocorrência foi classificada como tentativa de homicídio. A vítima foi retirada do local e levada para o Centro de Tratamento Intensivo do Hospital São João Batista, com sinais de desidratação e um corte na cabeça. Segundo a unidade de saúde, ela encontra-se estável e não corre risco.

Pelo relato da mulher, ela foi levada para o cemitério no final da noite de segunda-feira:

— Não temos ainda como precisar, já que ela está bem debilitada no hospital. Seria por volta de meia-noite, período em que ela ficou desarcordada, até as 10 da manhã, quando os policiais militares chegaram lá — conta o tenente Ely Dias Moreira, da PM-MG

Mulher de 36 anos foi resgatada com vida de dentro de túmulo em cemitério de Minas Gerais — Foto: Divulgação

Mulher de 36 anos foi resgatada com vida de dentro de túmulo em cemitério de Minas Gerais — Foto: Divulgação