PL DE MAGNO MALTA QUER FILIAR CANDIDATO DO PARTIDO SOCIALISTA

2563

 

A janela partidária, sempre repleta de emoções e surpresas, mais uma vez fez jus à sua fama. No Espírito Santo, o senador Magno Malta enfrentou uma série de contratempos: viu uma candidatura se complicar em Cachoeiro de Itapemirim, perdeu um candidato em Aracruz e, em um movimento surpreendente, expressou interesse em filiar um pré-candidato do PSB, que, até dois dias, anunciou sua candidatura pelo Partido Socialista do Brasil, do Governador Renato Casagrande.

 

MAGNO MALTA QUER CANDIDATO COMUNISTA NO PL?

Em Água Doce do Norte, uma pacata cidade que agora se encontra no centro de tensões políticas, o pré-candidato Charles Felisbino causou alvoroço.

Na última quarta-feira (3), ele declarou em vídeo sua intenção de concorrer pelo PSB, apenas para, em uma reviravolta incoerente, reconsiderar não somente seu alinhamento ideológico, mas também sua lealdade partidária.

O vice-prefeito local, determinado a concorrer às eleições a qualquer custo, vê no PL uma oportunidade para garantir sua candidatura, apesar de suas alianças anteriores não estarem atreladas ao PL de Magno Malta.

A situação se complica ainda mais com a rivalidade emergente entre Charles e a experiente Paula Moura, uma aliada local de longa data de Magno Malta.

Muitos céticos questionam a viabilidade dessa mudança, pois seria uma traição do senador diante de uma aliada.

 

 

MAGNO MALTA E O PL VERMELHO?

 

Charles anunciou a candidatura pelo PSB de Casagrande, mas agora deseja o PL de Magno Malta. Enquanto isso, observadores políticos da região noroeste especulam sobre uma possível intervenção do cenário nacional, dada a incoerência desse episódio com os valores do presidente Jair Bolsonaro, que já enfrentou traições anteriormente. Essa pequena cidade viverá grandes expectativas e surpresas nas próximas horas.