Quarenta anos depois prefeito Lorenzo Pazolini assina ordem de serviço da macrodrenagem do Mário Cypreste

81

A manhã de Sábado dia 15/04/2023  começou animada na região do Sambão do Povo, em Mário Cyprestes, Vitória. A banda da Guarda Municipal de Vitória alegrou e recepcionou os moradores, lideranças comunitárias, membros da Câmara de Vereadores e a equipe da PMV para a assinatura da ordem de serviço que dá início às obras de macrodrenagem da Grande Santo Antônio – bacia de drenagem Mário Cyprestes.

Momento da cerimônia no bairro Mário Cypreste

“Esse é um momento de resgate do passado, de justiça com todos aqueles que há anos enfrentam os problemas com alagamentos na região. As obras de macrodrenagem visam trazer mais dignidade para os moradores, bem-estar e cidadania”, afirmou Lorenzo Pazolini, Prefeito de Vitória.

O valor global do contrato é de R$ 139,6 milhões com prazo de execução de 36 meses, sendo seis meses para elaboração dos projetos, dois anos e seis meses para obras e seis meses para operação assistida.

Lideranças assinam ordem da Bacia do Mário Cypreste

“Estamos iniciando às obras de macrodrenagem da Grande Santo Antônio. Priorizamos essa bacia de Mário Cyprestes por ser uma região que sofre há muito tempo com os alagamentos na região em função da maré  alta e das chuvas recorrentes. É um investimento de quase R$ 140 milhões que nos permite realizar um trabalho inédito no local”, contou Gustavo Perim, Secretário de Obras.

Essa é a primeira de três frentes de trabalho no contrato de execução das obras e operação assistida do sistema de macrodrenagem de 18 bacias de drenagem que atendem os bairros: Mário Cyprestes, Santo Antônio, Inhanguetá, Estrelinha, Grande Vitória, Universitário e Santa Teresa.

Quem também esteve presente no evento e falou sobre a importância das obras para a cidade de Vitória foi Luciano Forrechi, Secretário de Desenvolvimento da Cidade e Habitação: ” Uma cidade como a nossa, linda, turística e com grande potencial, receber uma obra como essa é incrível. Com toda certeza, essa obra fará muita diferença na vida dos moradores que sofrem com as enchentes. É um investimento para mudar a realidade dessas pessoas trazendo mais dignidade e esperança.”

As dezoito bacias de drenagem que serão beneficiadas com as obras (nove com intervenções) têm origem em ocupações irregulares sobre manguezais aterrados a partir do final da década dos anos 80 até o início dos anos 2000.

O sr. Paulo Rogério, morador do local, se emocionou ao lembrar da luta do pai Antônio Costa há mais de 30 anos pora obra de macrodrenagem na região:” Estou feliz e emocionado por poder dar continuidade ao sonho do meu pai que era ver essa região livre dos alagamentos. Sou muito grato a gestão Pazolini e jamais deixarei que esta e muitas outras obras que estão sendo feitas na região caiam no esquecimento dos moradores.”

A liderança Thor o Pagodeiro do Amor assina a ordem de Serviço no Mário Cypreste

Outro morador e liderança da Comunidade que deixou sua satisfação foi o sr. Wanderley da Silva Ferreira, mais conhecido como Thor o Pagodeiro do Amor, “essa luta é uma vitória de toda uma população e não deve ter nenhum pai nomeado especificamente que não seja Deus e o prefeito Lorenzo Pazolini, tivemos a contribuição de várias ex lideranças da comunidade, vários ex vereadores e vereadores atuais, como o Duda Brasil, mas sem a efetiva dedicação integral do companheiro Vereador Dalto Neves que já havia protocolado três indicações ao longo dos anos, seria muito difícil essa contemplação para o Mário Cypreste, aventou Thor o Pagodeiro do Amor.

 

Dalto Neves assinando macrodrenagem no Mário Cypreste

As intervenções previstas para as três frentes de trabalho são: dois reservatórios de contenção (Santa Tereza e Inhanguetá), duas estações de bombeamento (Mário Cyprestes e Universitário) e 4 km de galerias em 16 ruas de nove bacias de drenagem. O objetivo é agregar os seguintes benefícios à região: minimizar os efeitos dos alagamentos decorrentes das chuvas e marés, possibilitar a mobilidade urbana mesmo em dias de chuvas fortes, integrar soluções de drenagem com a paisagem e utilitários urbanos e promover saúde e bem-estar social.

Depois de 40 anos, enfim chegou o dia

Nesta primeira frente de trabalho que se iniciou Sábado dia 15/04/2023 – bacia Mário Cypreste – serão construídas: uma galeria de macrodrenagem e uma estação de bombeamento de águas das chuvas.

Antônio Pinto de Aguiar, rua que inicia na avenida Dário Lourenço de Souza – Sambão do Povo – e vai até a rua engenheiro Manoel dos Passos Barros – ao lado do Teatro Carmélia.

 

A galeria terá 2 metros de largura por 2 metros de profundidade com 430 metros de extensão.

 

A estação de bombeamento será construída à beira mar em frente à rua Antônio Pinto de Aguiar.

 

Serão três bombas totalizando a vazão de 2.700 litros por segundo, três comportas para controle das marés, sistema de limpa grade mecânico com automação, sala de comando para operação e controle das bombas, comportas, grades, controle de nível de água na galeria e no poço das bombas e uma subestação elétrica para alimentar o sistema.

 

O andamento das obras será divulgado no site e nas redes sociais da Prefeitura de Vitória.

 

Para cada nova intervenção, os moradores serão avisados com antecedência.