Um leve toque no bolso Transcol mais caro apartir de hoje (14)

12

O valor será reajustado para R$ 4,70. Aos domingos, a tarifa promocional será de R$ 4,10. Apesar do reajuste, a Grande Vitória mantém a menor tarifa das regiões metropolitanas da Região Sudeste

O Sistema Transcol já está com as novas tarifas desde à manhã de hoje (14), e passa a valer R$ 4,70.

A tarifa promocional aos domingos (pagamento com cartão cidadão) passará de R$ 3,90 para R$ 4,10 e o Bike GV sai de R$ 2,25 para R$ 2,35.

Isso ocorre, porque, conforme previsto no contrato de concessão do sistema, assinado em 2014, todo o mês de janeiro está previsto o realinhamento de preços, para cumprir as cláusulas de adequação tarifária.

 

 

Transcol mais caro apartir de hoje

Recargas até sábado (13) descontadas no valor antigo por 30 dias
Os créditos adquiridos e que tenham sido efetivados, ou seja, tenham caído no CartãoGV, até às 23h59 de ontem sábado (13), terão poder de compra garantido com o valor antigo (R$4,50, R$3,90 e R$ 2,25).

A validade desses créditos é de 30 dias contados a partir de hoje domingo (14), ou seja, até o dia 12 de fevereiro de 2023. Após essa data, a cobrança será feita já com as novas tarifas.

E no caso dos vales-transportes, os boletos pagos até o fim desta sexta-feira (12) também entram nessa regra. As recargas que forem efetivadas a partir de hoje (14), já serão cobradas com os novos valores.

No contrato de Concessão do Transcol, está definido que os reajustes para nova tarifa são anuais e obedecem a uma fórmula de cálculo que leva em consideração custos, como mão de obra, combustível e veículos.

 

 

Essa fórmula é constituída de um conjunto de índices de variações de preços dos principais insumos utilizados na produção e prestação dos serviços do Transcol, distribuídos da seguinte forma:

– 20% da variação do preço do litro de óleo diesel;

– 16% da variação dos veículos;

– 54% da variação dos salários de motoristas e cobradores;

– 10% da variação do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna), calculado e publicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Assim, a soma das variações desse conjunto de índices de preços, ponderado pelo peso de cada tipo de insumo, resulta no índice de variação do valor da tarifa que é parcialmente paga pelos usuários e parcialmente paga por meio de subsídios do Governo do Estado.

Menor tarifa metropolitana da Região Sudeste
É importante destacar que, mesmo após o reajuste de 4,44% – que é inferior ao índice da inflação, que foi de 4.62%, o Espírito Santo mantém a menor tarifa das regiões metropolitanas da Região Sudeste.

Para se ter uma ideia, em São Paulo o valor é de R$ 5,80; em Belo Horizonte R$ 7,70; e o Rio de Janeiro custa R$ 5,00. O último reajuste em São Paulo foi em janeiro de 2024, assim como em Belo Horizonte, enquanto no Rio de Janeiro, foi em fevereiro de 2023.

Tarifa única para rodar por toda a Grande Vitória
O Sistema Transcol opera com 1,7 mil veículos na frota e, aproximadamente, mais de 20 mil viagens diárias e 600 mil passageiros diariamente. E um dos diferenciais do Sistema é a tarifa única.

Dessa forma, é possível se locomover por toda a Grande Vitória, fazer integrações temporais e integrar com as barcas do Sistema Aquaviário, pagando apenas uma passagem.

Por exemplo: com a nova tarifa única para todo o sistema, é possível, por exemplo, ir de Setiba, em Guarapari, até o Centro de Fundão, percorrendo cerca de 100 quilômetros. Além disso, é possível parte do trecho na embarcação do Aquaviário sem pagar tarifa adicional.

Integrações
O sistema de integração temporal foi implantado em 2021, quando as linhas que atendem o município de Vitória passaram a fazer parte do Transcol.

Com isso, os clientes de Vitória pagam uma tarifa e embarcam em linhas troncais (que vão de terminal a terminal) e linhas do município, em pontos e vias pré-estabelecidas, obedecendo limites de tempo para fazer a conexão.

O mesmo conceito foi aplicado para a melhoria da oferta de linhas em Viana, Cariacica e Serra.

O índice foi apresentado na reunião do Conselho Gestor dos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (CGTRAN), colegiado que delibera sobre as tarifas, na manhã desta sexta-feira (12), no auditório do Palácio da Fonte Grande, em Vitória.

O conselho tem representantes do Governo do Estado, da iniciativa privada e da sociedade civil organizada.