Cantora gospel presa pelo 8 de Janeiro faz vaquinha para pagar defesa

63

O perfil da cantora gospel Fernanda Ôliver, presa na quinta-feira (17/8) por participar do atos golpistas no 8 de Janeiro, em Brasília, organiza uma vaquinha no Instagram. O objetivo do pedido de dinheiro via pix é ajudar nos custos da defesa da artista.

Fernanda Ôliver está presa preventivamente na Casa de Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia. Contra ela, pesa a suspeita de organizar e divulgar o que chamou “Festa da Selma”. Esse evento foi um codinome para a convocação de caravanas a Brasília no início do ano, quando as sedes dos Três Poderes foram invadidas e depredadas por vândalos.

No Instagram, a página da cantora a classifica como uma “menina humilde”, de “família simples” e que “não tem condições financeiras para custear despesas referentes aos processos de liberdade”. Fernanda Ôliver tem mais de 200 mil seguidores nesta rede social.