Áudios revelam que pré candidato à vereador do PL em Cariacica Rodrigo Camilo pode estar envolvido em uma rede de crimes de agiotagem

14968

OUÇAM OS AUDIOS E  AS CONFISSÕES DE CRIMES DE AGIOTAGEM DO PRÉ CANDIDATO DO PL DO ES

O pré candidato à vereador de Cariacica Rodrigo Camilo da Silva pelo o Partido Liberal (PL) que é presidido no ES pelo o Senador Magno Malto, vem oferecendo dinheiro com vantagens e facilidades do chamado empréstimo à juros.

Audios de Rodrigo Camilo da Silva 43 anos, serão encaminhados ao MPES para abertura de uma investigação CRIMINOSA, uma vez que à prática da agiotagem é crime grave dentro da nossa vigente Legislação Brasileira.

O munícipe Danilo Carminatti católico e pessoa sistemática foi abordado no seu PRIVADO pelo o pré candidato Rodrigo Camilo da Silva e lhe foi oferecida à quantia de 4 mil reais, sendo que seria passado numa eventual máquina de Rodrigo Camilo da Silva. “Ele me ofereceu e insistiu muito mais eu não entro em canoa furada porque conheço os percalços da vida, disse Danilo Carminatti, o Wolverine.

 

“E PRA FICAR MELHOR AINDA WOLVERINE, VOU FAZER SÓ UMA MERCHANDAGEM AQUI, EU EMPRESTO DINHEIRO À JUROS TÀ! SÓ PRA AJUDAR PRA PODER NÃO, DE REPENTE NÃO  FICAR NA DIFICULDADE AÍ, EU EMPRESTO UM DINHEIRINHO À JUROS. VAMOS CONVERSAR É SO CHAMAR TRAZ SEU CARTAÕZINHO DE CRÉDITO NÓS PASSA NA MAQUINHA E TRANSNFORMA O SEU CARTÃO EM DINHEIRO, VÃO PRA CIMA!!

(RODRIGO CAMILO DA SILVA PRÉ CANDIDATO A VEREADOR DO PL DE CARIACICA ES)

IVAN BASTOS DO PL CONDENADO POR HOMICIDIO CULPOSO E RODRIGO CAMILO DA SILVA AUDIOS DE CRIMES DE AGIOTAGEM EM CARIACICA ES

 

 

PRÉ CANDIDATO À VEREADOR DO PL RODRIGO CAMILO AFIRMA QUE É CRIMINOSO DO RAMO DA AGIOTAGEM EM CARIACICA ES

FONTE DE RENDA INCERTA

 

Rodrigo Camilo da Silva não apresenta fonte de renda digna e vive nos grupos de WhatsApp da cidade de Cariacica ES contando vantagens financeiras, sendo que algumas pessoas foram assediadas no privado por Rodrigo Camilo para aceitarem à contraírem seus empréstimos pessoais e entrarem na seara do Crime de Agiotagem definitivamente.

Rodrigo Camilo da Silva que é do bairro Jardim de Alá Cariacica ES, já foi candidato à deputado estadual em 2022 pelo o DC e obteve uma pífia votação pela a legenda, agora Rodrigo Camilo da Silva que se auto intitula “defensor da família e dos bons costumes” e é pré candidato à vereador de Cariacica pelo o PL de Magno Malta, poderá sofrer uma minuciosa investigação do MPES caso seja formalizada a entrega de seus áudios incentivado às pessoas a contraírem dividas em um crime de agiotagem.

CARLOS SALVADOR LIGAÇÕES COM O MÉDICO DO PL PRESO THIAGO OLIVEIRA, IVAN BASTOS FICHA CRIMINAL IMENSA E RODRIGO CAMILO SUPOSTAMENTE ENVOLVIDO EM  CRIMES DE AGIOTAGEM EM CARIACICA ES.

ENTENDA O SUPOSTO CRIME DE RODRIGO CAMILO DA SILVA 43 ANOS- PRÉ CANDIDATO DO PL DE CARIACICA ES

 

Tais pessoas que assim agem contra alguém em uma situação de desespero econômico estão praticando atos e simulações tendentes a ocultar a verdadeira taxa de juros, para o fim de sujeitar o devedor a maiores prestações ou encargos, além dos estabelecidos no respectivo título ou instrumento (nota promissória, cheque, dentre outros títulos).

Estamos diante de AGIOTAS que, inclusive, chegam ao extremo de ameaçar suas vítimas em caso de falta de pagamento de seus juros e encargos surreais, tornando determinadas vítimas “eternas devedoras”, pois, na maioria das vezes, nunca conseguem quitar o seu débito advindo desse empréstimo ilegal.

Agiotagem consiste no empréstimo de dinheiro a juros excessivos, superiores àqueles legalmente permitidos em Lei, cuja prática de cobrança é considerada CRIME CONTRA A ECONOMIA POPULAR E A RECEITA FEDERAL,   dentro desse panorama é possível vislumbrar, no atuar criminoso desses agiotas, outro tipo de USURA, consistente em simular ou ocultar a verdadeira taxa de juros para o fim de sujeitar o devedor a maiores prestações ou encargo. Tal injusto encontra-se tipificado no art. 13 do Decreto-lei nº 22.626/33:

 

Art. 13. É considerado delito de usura, toda a simulação ou prática tendente a ocultar a verdadeira taxa do juro ou a fraudar os dispositivos desta lei, para o fim de sujeitar o devedor a maiores prestações ou encargos, além dos estabelecidos no respectivo título ou instrumento.

 

Penas – prisão por (6) seis meses a (1) um ano e multas de cinco contos a cinquenta contos de reis.A A ECONOMIA POPULAR, denominada USURA PECUNIÁRIA OU REAL. É o que se infere do art. 4º da Lei nº 1.521/51, in verbis: Ainda dentro desse panorama é possível vislumbrar, no atuar criminoso desses agiotas, outro tipo de USURA, consistente em simular ou ocultar a verdadeira taxa de juros para o fim de sujeitar o devedor a maiores prestações ou encargo. Tal injusto encontra-se tipificado no art. 13 do Decreto-lei nº 22.626/33:

 

Penas – prisão por (6) seis meses a (1) um ano e multas de cinco contos a cinquenta contos de reis.

E mais, nítido está nesses casos o CRIME DE EXTORSÃO e EXTORSÃO INDIRETA frente a esses usurpadores. Senão vejamos o que diz o Código Penal (CP): Art. 158 – Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, e com o intuito de obter para si ou para outrem indevida vantagem econômica, a fazer, tolerar que se faça ou deixar fazer alguma coisa:

Pena – reclusão, de quatro a dez anos, e multa. Art. 160 – Exigir ou receber, como garantia de dívida, abusando da situação de alguém, documento que pode dar causa a procedimento criminal contra a vítima ou contra terceiro:

Pena – reclusão, de um a três anos, e multa. A Agiotagem ou também conhecida PRÁTICA ONZENÁRIA é a prática de empréstimos de dinheiro a juros extorsivos, com o objetivo de obter lucros altos!

Emprestar dinheiro, mediante cobrança de juros, sem autorização do Banco Central, é prática criminosa prevista na Legislação Pátria, como vimos acima.

 

Na maioria das vezes o agiota, para garantir a dívida, exige cheques ou notas promissórias, que por sua vez, ACREDITEM, são assinadas EM BRANCO, por saber que os mais desesperados cedem facilmente as suas pressões. Já as grandes quantias são liberadas por eles mediante exigência de outras garantias, como imóveis ou veículos, e, nesse caso, na falta de pagamento, o agiota exige que lhe transfira legalmente o bem, escriturando imóveis ou fazendo transferência do veículo a um “laranja”, passando assim a ser o dono legal dos bens, e essa situação no futuro dificultará a prova contra tal criminoso, pois este alegará nunca ter tido qualquer coisa a ver com o caso, uma vez que “nos papéis” tudo está conforme a Lei. A partir daí, o agiota administra a dívida, que vai crescendo de forma descontrolada, impedindo a retomada do bem pela vítima, que impotente, acaba desistindo do mesmo.

   PENA DE RODRIGO CAMILO PODE CHEGAR ATÉ OITO ANOS DE PRISÃO           

 

A agiotagem, também conhecida como prática onzenária, é a concessão de empréstimos de dinheiro a juros extorsivos, com o objetivo de obter lucros elevados. No Brasil, emprestar dinheiro com juros acima do permitido pelo Banco Central é considerado crime contra o Sistema Financeiro Nacional. A legislação prevê penas de 2 a 8 anos de prisão e multa para essa prática.

 

RODRIGO CAMILO DA SILVA OSTENTAÇAO DE LUXO SEM FONTE DE RENDA CONHECIDA

O pré candidato à vereador Rodrigo Camilo da Silva ostentou nas suas redes sociais uma festa luxuosa do aniversário de sua filha, num local decorado com uma mega estrutura e farta alimentação e bebidas, Rodrigo Camilo desfila pela a cidade com uma moto luxuosa e também outros veículos. Existe uma grande suspeita de Rodrigo Camilo possa estar envolvido num grande esquema de crimes de agiotagens no município de Cariacica e fontes revelaram ao REDENEWSGRANDEVITÓRIA que diante das confissões de Rodrigo Camilo se declarando como Criminoso do ramo da agiotagem a executiva estadual do Partido Liberal do ES poderá negar a legenda ao pré candidato evitando um desgaste público a honra da legenda. Há um enigma nessas ostentações de Rodrigo Camilo, de onde vem os proventos desses patrimônios? O pré candidato trabalha em que? Sobrevive dignamente de que ramo?