#DIGNIDADE Em Vitória família com 18 integrantes recebe visita da equipe da SEMAS

2430
A família Silva Santos é a mais numerosa já registrada no CTRB Vitória

Família com 18 integrantes recebe visita para atualização do Cadúnico.

A Coordenação de Transferência de Renda e Benefícios da Secretaria de Assistência Social de Vitória realizou recentemente uma visita de inspeção familiar numa residência composta por 18 pessoas.

A família da dona de casa Andrea Silva Santos, de 44 anos, composta por 18 membros entrou para a lista do “é preciso ver para crer” de  programas sociais que utilizam como base dados do Cadastro Único (CadÚnico).

Uma família incomum, não só pelo número de membros morando na mesma casa, mas também quanto à coincidência de idades, proximidade das datas de nascimento de mais de um deles e, principalmente, pelas solicitações de novo CPF de vários deles. O sinal amarelo de alerta do sistema acendeu, também, porque uma família tão grande, de baixa renda, só entrou no CadÚnico em abril do ano passado.

A família Silva Santos é formada pelos pais, dois filhos biológicos e 15 filhos adotivos com idades que variam de três a 21 anos (sendo que 18 residem sob o mesmo teto, vivendo com a mesma renda familiar), o que chamou atenção da Coordenação de Transferência de Renda e Benefícios da Secretaria de Assistência Social de Vitória (Semas/CTRB).

“Eles são mais do que filhos adotivos, foram enviados por Deus. Tenho que ser sincera, nunca pensei em adotar nenhum filho. Eu achava que já tinha os meus dois e já estava bom. Eu achava isso, mas Deus disse que me daria filhos e depois “conjunto de irmãos”. Digo para eles que Deus gosta muito deles. Eles têm duas mães”, comentou Andrea.

A família Silva Santos é a mais numerosa já registrada no CTRB Vitória
A família é formada pelos pais, dois filhos biológicos e 15 filhos adotivos com idades que variam de três a 21 anos (A coordenadora da CTRB, Fernanda Ferreira, e a técnica, Genilda Apolinária Rosa da Silva, foram pessoalmente à casa da família, a mais numerosa entre todas as inscritas no CadÚnico em Vitória.

Fernanda explicou que a dupla foi à residência para fazer a atualização do CadÚnico e conferência dos CPF. “A situação incomum chamou atenção levantando a suspeita do governo federal de fraude. Entramos em ações para que a família não tivesse seus direitos suspensos”, contou a coordenadora.

“Sou uma defensora dos direitos dos meus filhos. Não aceito deles nada de errado. Afirmo que estarei sempre do lado deles na defesa dos direitos”, disse ela.

Para responder à curiosidade de tantas pessoas sobre a família ser extensa, Andrea fala que sempre defendeu a união familiar. “Sempre defendi que os irmãos deveriam e devem ficar juntos. A lei diz que irmãos têm que ficar juntos. Eles já tinham históricos tristes, mas mantinham o vínculo como irmãos. Eu não poderia deixar nenhum deles para trás. Uma certeza eles têm que nunca mais vão voltar para os abrigos. Somos pobres, mas aqui tem amor”, enfatiza a mãe.

Ao ser questionada como é cuidar de tantos filhos, Andrea cai na gargalhada. “Aqui, fazemos reuniões familiares toda a semana. Esta é a hora de todos falarem sobre sentimentos, reclamarem e  reivindicarem. Além disso, cada um tem seu momento exclusivo, a qualquer hora, sempre que precisarem. Eles têm o momento da escuta acolhedora só deles”, falou emocionada.

A família Silva Santos é a mais numerosa já registrada no CTRB Vitória
A coordenadora da CTRB, Fernanda Ferreira, e a técnica Genilda Apolinária Rosa da Silva, foram pessoalmente à casa da família auxiliar na conferência e atualização de dados 

Fernanda disse que o caso da família Silva Santos é mais um dos que demonstram a importância das famílias estarem atentas às mudanças dos dados cadastrais. “Nos nossos sistemas tem mais de 47 mil famílias cadastradas. Fazemos busca ativa, mas é preciso que as famílias procurem a unidade de atendimento, onde são atendidas sempre que tiverem qualquer alteração de informação seja de número de membros seja de endereço, telefone, celular ou renda”, alertou ela.

A secretária de Assistência Social, Cintya Schulz, ressaltou a importância dos trabalhadores do Sistema Único da Assistência Social (Suas) e do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional nesse trabalho social com as famílias na garantia de direitos.