#TORTURA Familiares de Presos foram até o MPES e TJES pedir Intervenção na Penitenciária Maxima 1 de Viana ES

2563
Às esposas dos Internos da Máxima1 abalaram o Transito da Capital

Familiares de presos da Máxima 1 de Viana ES, saíram da descida da Terceira Ponte em Vitoria(26) em passeata pelas às ruas de Vitória e foram até ao MPES e ao TJES pedir Intervenção na Penitenciária de Segurança de Viana ES ´Máxima 1.

Desde o ultimo dia (20) a Unidade está em clima de Rebelião e desentendimentos, o motivo desses tumultos segundo familiares são os maus tratos e as diversas torturas cometidas de forma abusiva por alguns policiais penais da Unidade.

MANISFESTAÇÃO INTELIGENTE DAS GUERREIRAS DO SISTEMA

 

A comitiva de Familiares foram solicitar as Intervenções do MPES e do TJES na Unidade que está cometendo crimes de torturas contra á dignidade dos presos e também humilhando as visitas com excessos de procedimentos desleais.

MANIFESTAÇÃO PAROU O TRÂNSITO NA ENSEADA DE VITÓRIA

FORA RIBEIRO, RAFAEL GOMIDEZ E EDVAN MACHADO

Os familiares notificaram uma NOTÍCIA CRIME ao TJES pedindo aquela côrte à Intervenção Operacional dentro da Penitenciária  Máxima 1 de Viana devido aos procedimentos desumano imprimidos pela à #SEJUS. #Fora Ribeiro Diretor Geral das Unidades Penais do ES, #Fora Rafael Gomides Diretor da Máxima 1 e #Fora Edvan Machado chefe de Segurança da Máxima 1, gritos que ecoavam por toda à extensão que liga a Terceira Ponte ao TJES.

EDVAN MACHADO CHEFE DE SEGURANÇA É APONTADO PELAS ÀS FAMILIAS COMO TORTURADOR DA MAXIMA 1

 

O Transito ficou praticamente interditado nas ruas entre o Shopping Vitória e ALES causando um engarrafamento profundo na região  ‘Eles estão lá dentro cumprindo pena e tem que serem respeitados na sua dignidade humana, não interessa o que fizeram, já estão presos pagando por tudo que fizeram aqui fora, O estado não tem o direito de punir um Crime cometendo outro crime, nós não iremos aceitar mais abusos contra as visitas e muito menos contra à dignidade dos reeducandos, disse uma familiar de preso da Máxima 1.

 

 

 

“SE ÀS AUTORIDADES NÃO COIBIREM ESSES ABUSOS NÓS IREMOS PARAR O TRÂNSITO DE VEZ”

As famílias dos internos estavam muito bem organizadas e fizeram um protesto pacífico com palavras de ordem pedindo o fim dos abusos na Máxima 1 de Viana, acusavam à SEJUS de ser corporativista, protegendo Policiais torturadores e abafando inquéritos contra servidores violentos ” Hoje nós estamos aqui mostrando à nossa garra, a nossa união e a nossa força. Nós iremos até o fim e se nada for feito nós iremos causar o caos no transito para que às autoridades do Espirito Santo despertam com as torturas que são homologadas pela à SEJUS, se for preciso parar de vez o trânsito nós iremos parar, familiar de preso da Máxima 1.

 

 

O GOVERNADOR DO ESTADO FOI COBRADO PUBLICAMENTE CONTRA ÀS TORTURAS DA PSMA 1 ÀS FAMILIAS PEDIRAM O FIM DO CORPORATIVISMO DA SEJUS

 

 

FRANZAILSON RIBEIRO BARBOSA HISTÓRICO DE TORTURADOR SEGUNDO ÁS FAMILIAS DOS PRESOS

POLÍCIA PENAL UMA CATEGORIA MAIS PRIVILEGIADA DO QUE À PMES 

Algo de errado acontece no seio dessa Polícia Penal para tantos desvios de condutas com espancamentos, maus tratos e torturas espalhados em todo o Sistema Penitenciário do ES, à categoria não pode reclamar de nada e não são justificáveis os atos cometidos por esses maus Policiais que ainda segundo à família dos presos, , são protegidos por FRANZAILSON RIBEIRO BARBOSA (Diretor Geral do Sistema Penal/SEJUS ES.

VEJAM OS MUITOS BENEFÍCIOS DA POLÍCIA PENAL

Uma categoria privilegiada mais do que às forças verdadeiras da Segurança Publica do Estado, porém uma Policia violenta, despreparada, com integrantes que andam à margem da lei cometendo crimes de maus tratos e torturas dentro do Sistema Penal do ES.

Na proposta apresentada pela categoria, a carreira é dividida em quatro níveis: PP Acesso, PP III, PP II e PP Especial. O salário inicial do PP Acesso seria de R$ 5,8 mil, e o final de R$ 7,6 mil. O do PP III começaria com R$ 7,2 mil e terminaria com R$ 9,5 mil. No caso de PP II, o inicial seria de R$ 8,5 mil e o final de R$ 11,3 mil. Por fim, PP Especial teria início com R$ 9,8 mil e fim com R$ 13 mil.

PSMA 1 PRISÃO ARCAICA QUE JÁ DEVERIA SER DEMOLIDA

PSMA 1 DE VIANA JÁ DEVERIA TER SIDO DEMOLIDA SEGUNDO ADVOGADA

 

Segundo uma advogada que esteve na PSMA 1, a situação dentro das celas é precária, sobretudo em dias de chuva.

“A PSMA I hoje é uma unidade que já deveria ter sido desativada, por ter uma estrutura antiga. Quando chove, segundo os internos, alaga tudo dentro das celas e, nestes últimos dias não foi diferente, alagou tudo”.

Além da estrutura, os internos estão sem acesso a itens de higiene básica. “Os interno estão sem nada para beber. Arrancaram tudo de dentro das celas, até descalços eles estão, não tem toalha para tomar banho, nem papel higiênico para fazer necessidades ou escova de dentes”, frisou a advogada.