Presidência atual da Novo Império tem contas rejeitadas, deve mais de 700 mil reais aos credores e é destituida por Conselho Fiscal

977

Seguindo uma recomendação do Ministério Público Estadual,  o Conselho Fiscal da ACSE GRES NOVO IMPÉRIO se reuniu durante duas ocasiões, deliberando uma Assembleia Geral para afastar o atual presidente da escola, Alessandro Dos Santos Souza e destituir toda a atual diretoria.

Uma dívida de quase 800 mil reais é a herança que está sendo deixada pela atual gestão da Escola de Samba Novo Império. A escola já tem até títulos protestados em cartórios no valor de quase 300 mil reais.

Alessandro dos Santos Souza, assumiu a escola em meados de 2018, teve colocações vergonhosas, mas em 2022 obteve o título de Campeã do carnaval capixaba, após mais de 33 anos de espera.

Alessandro dos Santos Souza presidente destituído

CONSELHO FISCAL

No dia 24 de março de 2023  houve uma reunião do Conselho Fiscal da ACSE GRES NOVO IMPÉRIO, seguindo uma recomendação do Ministério Público Estadual na pessoa da Dra.  Arlinda Maria Monjardim da 28ª. promotoria civil de Vitória,  aonde foram reprovadas todas as contas da sua gestão 2018/2023, ficou deliberado pelo o Conselho Fiscal uma Assembleia Geral para a data de ontem dia 24/04/2023, seria a destituição da atual diretoria da escola e a convocação de novas eleições na Novo Império, para o triênio 2023/2026. A Assembleia estava firmada desde a data de 24/03/2023 em  cumprimento ao Estatuto da Agremiação.

Mas agindo com uma manobra anti democrática, o atual Presidente da Novo Império Alessandro dos Santos Souza, além de não abrir a quadra, ainda mandou soltar os cachorros dentro da quadra, e violou   o Estatuto  ignorando a documentação da Assembleia de 24/03/2023 do conselho fiscal e ainda a recomendação do MPES.

Novo Império 2018

DESTITUIÇÃO DA DIRETORIA

Mesmo com as manobras do Sr. Alessandro dos Santos Souza, a Assembleia Geral ocorreu nos bancos da Pracinha de Caratoira, com a primeira chamada as 19 HS e a segunda chamada às 20 HS.

O quórum foi de dez (10) pessoas presentes e sendo feita a Assembleia geral do conselho fiscal, a votação terminou em 8 votos a favor da destituição da atual diretoria e dois votos de abstenção.

DAS PROVAS E MOTIVAÇÃO

  • CNPJ da escola figurando como inapto por mais de 05 anos
  • Não apresentação a Receita Federal do Brasil  das obrigações assessorias e obrigatórias.
  • Não manutenção de uma conta bancária para as movimentações financeiras da escola.
  • Não ter aprovadas suas contas pelo o Conselho Fiscal
  • Não apresentação ao Conselho Fiscal as prestações de contas de 2021 / 2022.
  • Não ter buscado possibilidade de acordo junto ao trabalhador de Paratins
  • Não ter buscado possibilidade de acordo no processo que tramita contra a escola na Justiça Federal contra a Quadra da escola, que teve uma Sentença desfavorável a escola
  • Não respeitou a recomendação do MPES sobre o processo de prestação na escola
  • Inerte  aos 37 protestos de titulo contra a escola em dividas em Cartórios que soma quase 300 mil reais.

    Uma das piores posições da história da Novo Império

 

PRÓXIMOS PASSOS

Agora será aguardada uma nova Assembleia para a aprovação do Regimento Eleitoral da Sucessão na Novo Império, segundo fontes existe a presença nessa comissão eleitoral do atual Vice Presidente da Escola Fabian de Carvalho, o que não está sendo bem aceito por membros do Conselho Fiscal, uma vez que essa Comissão Eleitoral não foi eleita e sim indicada.

O clima dentro da Escola Novo Império irá esquentar nos próximos dias  e o desfecho será surpreendente, resumiu um membro do Conselho Fiscal da escola.